sexta-feira, janeiro 02, 2009

S.A. Marionetas no Museu da Marioneta de Lisboa de 21 a 25 de Janeiro de 2009 com THEATRUM PUPARUM - "D. INÊS DE CASTRO" & "A PADEIRA DE ALJUBARROTA"


O Museu da Marioneta de Lisboa e S.A. Marionetas – Teatro & Bonecos, Apresentam
THEATRUM PUPARUM - "D. INÊS DE CASTRO" & "A PADEIRA DE ALJUBARROTA" no Museu da Marioneta de Lisboa de 21 a 25 de Janeiro de 2009

Horário: 4ª, 5ª e 6ª feira às 10h30 e 15h00 / Sábado às 21h30 / Domingo às 11h30.
Preços: Escolas 3€; Sábado (2 Histórias) - crianças 5€, adultos 7€; Domingo (1 História) - crianças 4€, adultos 5€.

Contactos para marcações ou reservas através do Museu
Convento das Bernardas
R. da Esperança, Nº 146
1200-660 Lisboa
Tel +351 213 942 810
Fax +351 213 942 819
Geral museudamarioneta@egeac.pt
Web www.museudamarioneta.egeac.pt
Serviço Educativo servicoeducativo.O projecto “Theatrum Puparum” surgiu com a ideia de criar um espectáculo de época reproduzindo a “suposta realidade” no que respeita a concepção das marionetas, bem como a tudo o que as envolve - cenários, estruturas, objectos, marionetistas, iluminação, etc.
Rescrevemos duas histórias da idade media onde as mulheres são as protagonistas da acção. Estando a companhia sedeada na cidade de Alcobaça faz todo o sentido começar com personagens que de uma maneira ou de outra fazem parte do imaginário local e nacional – Inês de Castro e a Padeira de Aljubarrota. Através da pesquisa em iluminuras e textos da época reproduzimos uma das possíveis técnicas de manipulação utilizadas: varão.
“…que os bonecos sejam feitos de pau e barro e que representem fielmente os homens e as mulheres dessas histórias…”.
A técnica de “marionetas de varão” é a mais antiga forma de manipulação que chegou aos nossos dias em Portugal bem como a de “marionetas de luva”. Criámos as marionetas utilizando madeira e barro, recriando também roupas, penteados e calçado da época para que o resultado final fosse o mais fiel à época, tendo os marionetistas recebido a mesma atenção pois estão há vista do público. Os cenários são originais, recorrendo ao estilo e técnicas da época e a iluminação do espaço cénico utiliza candeias de azeite.
A narrativa foi criada com rigor histórico no que respeita aos acontecimentos, mas claro com alguns ”toques” de humor com é usual nas produções da S.A.Marionetas.
”… Os animadores dos bonecos durante as funções estão proibidos de fazer graças sobre a pessoa do rei e da rainha, das damas, dos cavaleiros e dos senhores dessas historias, ou mesmo ao senhor nosso pai, sob pena de lhes ser retirada a licença para animar bonecos ou receber um castigo maior citado pelo rei ou pelo senhor destas terras.”…
Assim como resultado final do projecto, o Theatrum Puparum funciona como uma companhia dentro da companhia, recreando histórias da época medieval que se passaram em Portugal, para que assim este período da nossa história não seja esquecido.

Original: Sofia Vinagre, José Gil e Natacha Costa Pereira
Encenação: Sofia Vinagre, José Gil e Natacha Costa Pereira
Manipulação: Sofia Vinagre, José Gil e Natacha Costa Pereira
Actor: José Gil
Cenografia: Natacha Costa Pereira
Marionetas: Sofia Vinagre
Figurinos das Marionetas: Sofia Vinagre
Pintura das Marionetas: Natacha Costa Pereira
Costureira: Maria Luísa Valbom
Pesquisa: Sofia Vinagre, José Gil e Natacha Costa Pereira
Estruturas: José Gil
Fotografia: SAM
Produção: S.A.Marionetas - Teatro & Bonecos

S.A.Marionetas - Teatro & Bonecos
Apartado 622
2461-901 Alcobaça
Portugal
Tel.: (+351) 967 086 609
Fax.: (+351) 262 597 014
Site: www.samarionetas.com
E-mail: sam@samarionetas.com
marioneta@egeac.pt

2 comentários:

Luiz Fernando Moojen Teatro. disse...

Parabéns pelo belo trabalho...convidamos aos amigos a darem uma espiadinha em nosso blog: http://moojenteatrodebonecos.com

Site: www.moojenteatroempresa.com

Abraços: Luiz Moojen.
Porto Alegre/ Brasil.

dedazul disse...

A ver se é desta que vos vejo...sábado à noite conto lá estar!
Até lá, um abraço! E, já agora, BOM ANO!
Ângela Ribeiro